Chia: boa pedida no cardápio do corredor

245_256x256

Já falamos dela  por aqui  e de algumas qualidades para quem pratica esportes. Nem dá para acreditar que essa sementinha tem tudo isso, mas tem. A chia apresenta diversos nutrientes e benefícios para o organismo que melhoram o rendimento, a hidratação e a nutrição de quem pratica esportes.

Veja outras boas razões para consumir a chia e abastecer o corpo de nutrientes:

A chia é calórica e boa para dar energia nos treinos. O recomendado são duas colheres de sopa (25g) por dia. Essa porção fornece 6g de proteína e 10g de fibras (solúveis e insolúveis) e 5g de ácido alfalinoleico (ALA), um ômega 3 relacionado a taxas mais baixas de doenças cardíacas, ao tratamento de inflamações no organismo e ao aumento da sensibilidade à insulina.

A chia atua na prevenção e diminuição de alguns tipos de câncer, melhora a tolerância à glicose, reduz a gordura acumulada nos órgãos internos — inclusive a esteatose hepática (gordura no fígado). Rica em zinco, responsável por facilitar a absorção de ferro e importante catalisadora na formação da hemoglobina, a chia melhora a imunidade e ajuda na formação de elastina e colágeno. Também é uma importante fonte de vitaminas do complexo B.
Chia no pré ou no pós-treino?

Por conter proteínas e ácidos graxos, a chia é perfeita para o pós-treino. Tomar sucos e vitaminas com frutas cítricas e isotônicos naturais com chia é uma excelente opção para obter ou repor energia e se hidratar. Ele dá um “boom” de nutrientes para seu pré ou pós-treino.

Dica para os vegetarianos: Assim como todas as outras proteínas vegetais, a chia deve ser consumida com outras proteínas, por ter limitações no conteúdo de lisina, um aminoácido essencial. Nosso organismo não produz todos os aminoácidos necessários para a síntese de proteínas. Do total de 20 aminoácidos, nove deles são essenciais e obtidos apenas por meio da alimentação: valina, leucina, isoleucina, treonina, metionina, fenilalanina, triptofano, lisa e histidina. Nos cereais, falta a lisina; nas leguminosas, a metionina, dois dos aminoácidos essenciais. Por isso, misturar arroz com feijão, arroz com lentilha ou batata com soja, são formas de elevar a qualidade proteica do que você consome, por exemplo.

Receitas de vitaminas para turbinar o treino com a chia

Em todas elas adicione duas colheres (sopa) de chia (cerca de 25g) e bata no liquidificador. Tomar imediatamente ou até duas horas após triturar, pois o ácido graxo pode oxidar facilmente.

Caso prefira, não triture a chia junto com os outros ingredientes, apenas polvilhe por cima da receita.

● 1 xícara e ½ de melancia, 1 beterraba, chia e 5 morangos
● suco de 1 limão, 1 xícara e ½ de melão, chia e folhas de hortelã
● 2 bananas, 100 ml de leite vegetal (amêndoas, coco, castanhas), chia
● 1 xícara de abacate, 100 ml de água de coco, chia, 1 col (sopa) de cacau em pó
● ½ manga, ½ xícara de frutas vermelhas, 100 ml de água de coco e chia.

Original: O2
(Fontes: Dra. Luiza Savietto, da clínica  NutriOhm  (SP); Dra. Marina Gorga, nutricionista, especialista em Nutroendocrinologia e nutrição esportiva -SP)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s