Preciso cortar tudo para emagrecer?

245_256x256

É muito comum ouvirmos que, para perder peso, é preciso eliminar, de uma vez por todas, todos os alimentos ricos em açúcares e gordurosos. Contudo, de acordo com o endocrinologista e nutrólogo, Joffre Nogueira Filho, a restrição alimentar e a generalização no tratamento são os grande vilões daobesidade.

“O paciente a ser tratado é como um pacote que vem cheio de vícios, alterações dehumor, estilo de vida, escorregadas na dietaetc”, explica o especialista. “Temos de tratar esse pacote como ele é. Não adianta acreditar que desta vez ele irá resistir à tentação se em todas as outras vezes não conseguiu. Não adianta fazer de conta que ele vai conseguir passar o resto da vida comendo grelhados e salada.”

Na visão do nutrólogo, o segredo para o sucesso no tratamento de emagrecimento é saber respeitar e encarar as dificuldades de cada pessoa. Simplesmente tirar tudo o que ela ingere habitualmente – por fatores psicológicos ou hipotalâmicos (opções que não conseguimos parar de comer) – é o primeiro passo para o fracasso. “Por isso, um procedimento eficaz visa encontrar o equilíbrio na vida de cada paciente. Ele pode continuar comendo aquele brigadeiro, mas para isso buscamos outras compensações, como uma dieta com aporte correto de fibras que consiga diminuir a velocidade de absorção dos carboidratos”, conta.

Nogueira lembra que é importante investigar as alterações que fazem com que a pessoa engorde. Medicamentos, variações hormonais, problemas intestinais, entre outros, podem ser os responsáveis pelo ganho de peso. Existem também algumas causas cerebrais, como a síndrome do comer noturno, a disfunção cerebral mínima, enxaquecas e até o “deja vú” – sensação de já ter vivido alguma situação.

“Tenho a convicção de que os pacientes que vem ao consultório fazem tudo o que é possível para atingirem o peso desejado. Todos sabem o que engorda e ‘pensam que sabem’ o que deveriam fazer para serem mais magros. A obesidade, no entanto, é uma doença, o tratamento deve ser com um profissional especializado e não pode mais ser encarada apenas como uma falha de caráter”, afirma o especialista.

Por fim, Nogueira garante que se a dieta recomendada por um especialista não estiver dando certo, a culpa não é do paciente, mas, sim, da própria dieta – que precisa ser alterada imediatamente.

  Fonte: Sua Corrida
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s